2001

  • Arqueologia Histórica no Museu Victor Meirelles

Dia 24 de novembro de 2001, às 17h.

Mesa redonda com os arqueólogos do IPHAN Rossano Bastos e Fabiana Comerlato e as historiadoras Cláudia Mortari e Adriana Teixeira, abordando a restauração do piso do Museu, obra recente, que propiciou a descoberta de um sítio arqueológico no local e os estudos dos materiais encontrados.

  • CHEIOVAZIO

Dia 20 a 22 de setembro de 2001, às 12h.

Intervenção artística no Largo Victor Meirelles com as artistas plásticas Flávia Fernandes e Clara Fernandes. Acompanhamento de efeitos musicais produzidos por instrumentos artesanais.

  • Construindo uma Cidade Imaginária

31 de agosto de 2001, às 16h.

Evento com a participação de alunos que montaram, no Largo Victor Meirelles, uma cidade a partir da obra “Vista do Desterro”, do próprio artista.

  • Linha do Horizonte – Por uma Poética do Ato Criador

21 de novembro de 2001.
Às 18h, conversa com a artista Edith Derdyk e às 20h, lançamento do seu livro “Linha de horizonte- por uma poética do ato criador”.

Palestra e lançamento do livro da artista plástica Edith Derdyk. Além das exposições individuais e coletivas que têm feito pelo Brasil e no exterior, Edith Derdyk é também ilustradora de livros infantis e já publicou alguns estudos sobre o desenho, como “Formas de Pensar o Desenho” (Ed. Scipione, 1988/1989) e “O Desenho da Figura Humana” (Editora Iluminuras, 1987).
Em “Linha do Horizonte – Por uma Poética do Ato Criador”, Derdyk reúne textos de filósofos, artistas e cientistas sobre a experiência da criação, resultado de mais de cinco anos de pesquisa sobre o assunto.

  • Obras de Arte – Documentação e Memória

24 de agosto de 2001.

Palestra com a museóloga Mônica Xexéo, do Museu Nacional de Belas Artes do Rio de Janeiro.

  • As migrações de imagens e entre-imagens: Relação cinema, literatura e artes visuais.

Palestra com a profa. Laurette Emilie Pasternak.

Dia 27 de junho de 2001, às 16h no Museu Victor Meirelles.

  • Patrimônio Cultural e Educação: Conceitos de patrimônio e as relações entre a educação e a cultura.

Dia Internacional do Patrimônio
17 de setembro de 2001, às 16h

Mesa redonda com Fernando Romero, coordenador do Setor Educativo do Museu Histórico de Santa Catarina/FCC, e Lílian Simon, arquiteta do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional- IPHAN e Betina Adans do arquiteta do IPUF.

  • Experiência Estética e Formação de Professores de Arte

Dia 9 de outubro de 2001, às 16h30min

Palestra com Maria Cristina Pessi, professora do CEART/UDESC.

  • Semana Victor Meirelles

Comemoração de 169 anos de Nascimento do artista (18 de agosto)

Dia 22, às 17h – Abertura da exposição de Caricaturas “Arte, Política, Esporte… no Humor” e apresentação musical do Trio de Sopro (clarinete, trompa e fagote).
O TRIO DE SOPRO é formado por Mauro Cislaghi (clarineta), Alexandre Correa Monteiro (fagote) e Ricardo Ferreira Lepre (trompa)

O fagote tem um som que tanto pode ser triste como engraçado. A trompa tem um som mais majestoso e a clarineta um timbre mais doce. Esta fusão enriquece a formação, tornando-a muito especial.

Todos os músicos são integrantes da OSCA (Orquestra Sinfônica de Santa Catarina) sob a orientação do Maestro José Nilo Valle.

Dia 23, às 20h – Lançamento do Livro “Educação Para a Compreensão da Arte – Museu Victor Meirelles”, dissertação de mestrado de Terezinha S. Franz, pela Editora Insular.

Deixe seu comentário

COMENTÁRIO
  1. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days