Revista Coyote e Visibilia

Livro de Rodrigo Garcia Lopes 
Lançamento no Museu Victor Meirelles

No dia 27 de abril de 2005, às 19h, além da abertura da exposição de fotografias, intitulada ‘Cidades Inventadas”, da artista Lela Martorano, haverá o lançamento da revista Coyote e da re-edição ampliada do livro Visibilia de Rodrigo Garcia Lopes, que estará presente para os lançamentos.
A ultima edição da Revista Coyote, nº11, publicou um ensaio fotográfico de Lela Martorano. A artista comentará a exposição e este trabalho na Coyote, abordando também as relações entre fotografia, memória e cidade, no mesmo dia, às 18h, no tradicional Encontro com o Artista promovido pelo Museu.

Sobre a Revista COYOTE
Coyote é uma revista trimestral de literatura, arte e cultura, editada em Londrina (PR), pelos poetas Ademir Assunção, Marcos Losnak e Rodrigo Garcia Lopes. Conta com patrocínio do Programa Municipal de Incentivo à Cultura de Londrina (PR) e projeto gráfico de Marcos Losnak e Joca Reiners Terron.

A proposta da 10° edição de COYOTE é encurtar distâncias entre autores de culturas diferentes e épocas distantes, entre criadores mais conhecidos e outros totalmente desconhecidos, e entre linguagens artísticas. Este número traz um dossiê com o poeta Horácio Costa, poemas-em-prosa da uruguaia Marosa di Giorgio (traduzidos por Jussara Salazar), fragmentos do roteiro de Lost Zweig, novo filme de Sylvio Back e um ensaio fotográfico de Cris Bierrenbach.
Esta edição conta também com participação de Sérgio Medeiros, Dennis Radünz, Rodrigo Garcia Lopes, Ademir Demarchi, Bárbara Lia, Alberto Pucheu, Tadeu Wojciechowski, Ronaldo Bressane, Tadeu de Melo Sarmento, Serge Pey e Léo Pinto.

COYOTE, chega ao 11° número com a proposta de enfocar o lado mais radical da literatura brasileira e de outros países. Esta edição publica um dossiê com o poeta e tradutor americano Kent Johnson, em que ele fala do poeta japonês Araki Yasusada (personalidade literária inventada por ele e que causou polêmica no meio literário americano e japonês) e da poesia norte-americana contemporânea pós 11 de setembro. Traz também poemas da romena Aglaja Veteranyi, falecida no ano passado (traduzidos por Fabiana Macchi), quadrinhos de André Kitagawa, fotos da catarinense Lela Martorano e poemas de Sylvia Plath não incluídos no clássico Ariel (1965), editado por seu marido Ted Hughes.

Sobre o Livro Visibilia
A Travessa dos Editores de Curitiba está lançando uma reedição revista e ampliada de visibilia, do poeta, escritor e tradutor Rodrigo Garcia Lopes.
Escritos em Florianópolis e sob uma mesma temática-motriz (a da visibilidade como produtora de linguagem), alguns textos passaram por um processo de reescrita. Uma nova seção, “Desterrados”, inclui poemas inéditos e outros escritos durante o mesmo período mas que não foram incluídos na edição de 1997. Em 2001, um dos poemas de visibilia, “Stanzas in Meditation”, integrou a antologia Os Cem Melhores Poemas Brasileiros do Século (Objetiva, 2001), organizada pelo crítico carioca Ítalo Moriconi.
Assim como a palavra “memorabilia” se refere à coleção de memórias de nosso arquivo pessoal, “visibilia” seria o conjunto das coisas e eventos potencialmente visíveis e transfigurados pela percepção poética. Seria, então, o arquivo vivo do visível. O fio condutor do livro é uma frase famosa do pintor Paul Klee: “A arte não inventa a natureza. Ela a torna visível”. Se nos livros Solarium e Polivox o autor sinalizava para a multiplicidade de poéticas à disposição dos poetas hoje, visibilia privilegia a noção de escrita enquanto um ato de descoberta do momento presente.

Sobre o autor
Rodrigo Garcia Lopes é poeta, escritor e tradutor. Tem Mestrado pela Arizona State University (USA) e Doutorado em Letras pela Universidade Federal de Santa Catarina. Sua obra figura em importantes antologias de poesia brasileira contemporânea, como Os Cem Melhores Poemas Brasileiros do Século, organizado por Italo Moriconi e Esses Poetas, organizado por Heloisa Buarque de Hollanda. Possui 11 livros publicados, entre eles visibilia, Solarium, Polivox, e é tradutor de Rimbaud, Sylvia Plath, Laura Riding, entre outros. Publica matérias e textos em jornais e revistas como Folha de São Paulo, Cult, Inimigo Rumor e Babel, entre outras. Edita, com Marcos Losnak e Ademir Assunção, a revista de literatura e cultura Coyote. Vive em Londrina. E-mail: rodrigogl@sercomtel.com.br

Deixe seu comentário

COMENTÁRIO
  1. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days