Palestra: O “José” e o Projeto Leonilson

rios

José Leonilson, ou simplesmente Zé, Léo ou Leó, dependendo do grau de familiaridade daqueles que conviveram com ele, nasceu em Fortaleza, em 1957, e mudou-se para São Paulo ainda pequeno. Logo cedo começou a demonstrar o seu interesse pela arte. Passou pela escola Panamericana de Arte e depois entrou no curso de Artes Plásticas da Fundação Armando Álvares Penteado, saindo sem terminá-lo para se tornar um dos grandes expoentes da arte brasileira contemporânea com uma obra contundente, expondo como nem um outro, os dramas e as angústias do homem contemporâneo por meio de uma produção autobiográfica. O artista morre em 1993 e imediatamente o Projeto Leonilson foi criado por um grupo formado por familiares do artista e amigos. Começou a funcionar informalmente com a finalidade de pesquisar, catalogar e divulgar a obra, visando a realização de um catálogo geral de sua produção artística. Em 1995 passou a ser oficial e é o responsável, em parte, pela visibilidade da obra.

leonilson

Pretendo nesta fala traçar brevemente um histórico do artista e entrar em uma questão mais prática, de como o Projeto Leonilson significou ou significa para a permanência, circulação e valorização mercadológica dessa obra ao promover uma importante política de divulgação facilitando o empréstimo de obras para exposições no Brasil e no exterior, e fazendo importantes doações ou facilitando a aquisição de obras por instituições museológicas brasileiras e internacionais. Nada mais que estratégias acertadas para a permanência do seu legado.

Ricardo Resende
Fortaleza

Deixe seu comentário

COMENTÁRIO
  1. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days