5ª Semana Nacional de Museus

Semana museus

5ª Semana Nacional de Museus
Museus e Patrimônio Universal – Somos Todos Universais
de 08 a 20 de maio de 2007

Patrimônio Cultural, você é parte dele! 
oficina com o professor Rosivaldo Flausino
14 e 15 de maio, das 14h às 18h

A Cidade Imaginária 
exibição de curtas-metragens com curadoria de Pedro MC
15 de maio às 18h

“Sobre o temporal e o atemporal: contradições e desafios da institucionalização da arte contemporânea” 
palestra com o crítico de arte e professor Cauê Alves
16 de maio às 16h

a[mostra] # 1 
mostra de videoarte com curadoria de Regina Melim
16 de maio às 18h

Cinema Falado Especial – Filme: Os Amantes da Ponte Neuf 
com mediação da professora Anita Prado Koneski
17 de maio às 18h30

Segurança em Museus 
oficina com a museóloga Telma Lasmar
17 e 18 de maio, das 09h às 12h e das 14h às 18h

Programação do Museu Victor Meirelles

Na quinta edição da Semana Nacional de Museus, “Museus e Patrimônio Universal – Somos Todos Universais”, o Museu Victor Meirelles promove uma série de atividades, que visam incitar novas idéias sobre o fazer museológico. A finalidade é propiciar a aproximação entre Museu e visitante, propondo a capacitação de professores e o intercâmbio entre diferentes públicos e instituições museológicas.

Dentre as atividades a serem realizadas entre os dias 15 e 17 de maio, estão: a palestra Sobre o temporal e o atemporal: contradições e desafios da institucionalização da arte contemporânea, ministrada por Cauê Alves, a mostra de vídeos A Cidade Imaginária, com curadoria do cineasta Pedro MC,a[mostra]#1, com curadoria de Regina Melim, e o Cinema Falado Especial, com apresentação do filme Os Amantes da Pont Neuf, com mediação de Anita Prado Koneski.

A Cidade Imaginária 
exibição de curtas-metragens com curadoria de Pedro MC 
15 de maio às 18h
duração estimada: 72 min
local: Museu Victor Meirelles

filmes:
Felicidade, de Ricardo Menacker, SP,
Metro, A Metrópole em Você, de Raquel Couto, SP,
Organicidade, de Daniel Maciel (Oficina Kinoforum), SP,
Santa Helena em Os Phantasmas da Botija, de Petronio Lorena e Tiago Scorza, PB,
Sem mais delongas de Frederico Ruas, RS ,
Sleeping City, de Alan Langdon, (RI) EUA,
Um Filme Chamado Sfincter, de Zeca Brito, RS.

a[mostra] # 1 
mostra de videoarte com curadoria de Regina Melim
16 de maio às 18h
local: Museu Victor Meirelles

artistas:
andré rigatti (curitiba, pr), debora santiago (curitiba, pr), luana veiga(campinas, sp), luiz rodolfo, (curitiba, pr), fabiola scaranto (florianópolis, sc),melissa barbery (belém, pa), orlando maneschy (belém, pa, ), sinval garcia (são paulo, sp), ticiano monteiro (fortaleza, ce).

Sobre a curadora:
Regina Melim possui graduação em Artes Plásticas pela UDESC, especialização em Arte Educação pela UDESC e Mestrado e Doutorado em Comunicação e Semiótica pela PUC de São Paulo. Atualmente é professora titular do Centro de Artes, UDESC.

a[mostra] # 1

a[mostra] # 1


Palestra: “Sobre o temporal e o atemporal: contradições e desafios da institucionalização da arte contemporânea” 
com o crítico de arte e professor Cauê Alves 
16 de maio às 16h
Local: Sala Multiuso do Museu Victor Meirelles

A palestra irá discorrer sobre o temporal e o atemporal na obra de arte, a possibilidade de ela carregar em seu interior parte de seu devir e porvir. A partir da noção de linguagem presente em textos de Merleau-Ponty, o palestrante refletirá sobre o que torna uma obra de arte cidadã de seu tempo e os problemas que isso pode acarretar. Em seguida, a partir de alguns exemplos recentes, se discutirá os desafios e as contradições da institucionalização da arte contemporânea e as conseqüentes reformulações de ambos os campos a partir de suas relações estabelecendo, através de relações teóricas e pontuando os diálogos e conflitos destas aproximações.

Sobre o palestrante:
Cauê Alves (1977) é formado em Filosofia (2000) pela FFLCH-USP, onde defendeu mestrado (2004) e atualmente desenvolve pesquisa de doutorado. Foi professor de filosofia e história da arte Universidade Cidade de São Paulo (2003-2004). Atualmente é docente da Faculdade de Comunicação da FAAP e do curso de arquitetura da Escola da Cidade. É membro do Corpo Editorial da Revista Número, colunista da revista mensal Bien’art e curador do Clube da Gravura do Museu de Arte Moderna de São Paulo. Foi membro do Conselho Consultivo de Artes do MAM-SP (2005-2007) e um dos curadores da exposição “MAM [na] OCA: arte brasileira do acervo do Museu de Arte Moderna de São Paulo” (2006-2007).

* A palestra será gratuita e realizada na Sala Multiuso do Museu Victor Meirelles. As vagas são limitadas e será respeitada a ordem de chegada dos participantes.

Cinema Falado Especial – Filme: Os Amantes da Ponte Neuf 
com mediação da professora Anita Prado Koneski 
17 de maio às 18h30
Local: Museu Victor Meirelles

Cinema Falado do Museu Victor Meirelles exibe no dia 17 de maio de 2007, às 18h30min, o filme francês Os Amantes da Ponte Neuf, tendo como mediadora a professora Anita Prado Koneski, do Centro de Artes da UDESC.

A sessão especial se integra às comemorações pelo Dia Internacional dos Museus e compõe a grade de programação da V Semana Nacional de Museus, da qual o Museu Victor Meirelles faz parte.

Pont-Neuf, a ponte mais antiga de Paris, serve de abrigo para muitos sem-teto. É lá que Alex (Denis Lavant) conhece Michele (Juliette Binoche). Ela é uma pintora de classe média que, fugindo de um relacionamento que não deu certo, decidiu viver nas ruas para pintar o máximo possível antes que fique cega em função de uma doença. Alex ganha alguns trocados fazendo perfomances circenses, mas é viciado em álcool e sedativos. Eles se tornam amigos e amantes e dividem as duras experiências cotidianas das ruas. O relacionamento entre os dois acaba se tornando uma dependência, e o medo de um perder o outro começa a se tornar massacrante.

O roteiro do diretor Leos Carax usa como pano de fundo as comemorações do bicentenário da Revolução Francesa, cujas festas proporcionam uma bela cena ao filme. Já Binoche rouba o espetáculo como a pintora doente. O detalhe curioso é que os quadros que sua personagem pinta, assim como o desenho do pôster do filme, são de sua autoria.

O projeto Cinema Falado começou em maio do ano passado e tem como proposta eleger um filme por quinzena e, após a sua exibição, abrir um espaço livre para comentários e análises sobre o tema da projeção. Um convidado mediador se incumbe de fazer as considerações iniciais sobre a obra exibida e a seguir conduz as intervenções da platéia, gerenciando a participação de todos. A entrada é gratuita.

Anita Prado Koneski é Doutoranda em Literatura pela Universidade Federal de Santa Catarina. Sua tese tem como tema a arte contemporânea, cujo título é “O Estranhamento na Arte Contemporânea”. Anita desenvolve o tema a partir do pensamento de Maurice Blanchot e Emmanuel Levinas. Desde 1993, é professora do Centro de Artes da Universidade do Estado de Santa Catarina nas disciplinas de Estética, Filosofia e História da Arte.

Cinema Falado do Museu Victor Meirelles
Filme: Os Amantes da Ponte Neuf 
Título original: Les Amants du Pont-Neuf, França, 1991 – 120min
Elenco: Juliette Binoche, Denis Lavant, Marie Trintignant
Mediador: Anita Prado Koneski

Os Amantes da Ponte Neuf

Os Amantes da Ponte Neuf

ATENÇÃO: ÚLTIMOS DIAS PARA INSCRIÇÕES NAS SEGUINTES OFICINAS:
Oficina Patrimônio Cultural, você é parte dele! 

com o professor Rosivaldo Flausino
14 e 15 de maio, das 14h às 18h destinada ao público a partir de 15 anos.
local: Sala Multiuso do Museu Victor Meirelles

Nesta oficina serão abordados os seguintes tópicos: Patrimônio e principais características da constituição das Culturas; o Patrimônio Cultural como legado de nossa história; diálogos possíveis entre o passado e o presente a partir das obras de Victor Meirelles; e questões contemporâneas que produzem no presente um novo tipo de Patrimônio, o Imaterial.

Sobre o ministrante:
Rosivaldo Flausino é licenciado em Artes Plásticas pela UDESC, Especialista em Práticas Pedagógicas e Mestrando em Comunicação na UFSC.

Oficina Segurança em Museus 
Com a museóloga Telma Lasmar
17 e 18 de maio, das 09h às 12h e das 14h às 18h
local: Sala Multiuso do Museu Victor Meirelles

Nesta oficina Telma Lasmar abordará os temas: Segurança: patrimonial, empresarial e mecânica; Ações preventivas: roubo, furtos, incêndio e vandalismo; Diagnósticos e mapeamento das áreas de risco dos museus; Treinamento e sensibilização dos funcionários; Prevenção e combate a incêndio; Monitoramento eletrônico; Controle de acesso de público às áreas restritas; Segurança nas áreas expositivas e nas reservas técnicas; A documentação como segurança: inventário, catalogação e registro fotográfico; Housekeeping; Laboratório: plano de segurança.

Sobre o ministrante:
Telma Lasmar é museóloga formada pela UNIRIO (1976–1979), com pós-graduação em Docência do Ensino Superior UNIPLI (1998-1999) e Mestre em Ciências – Engenharia de Produção COPPE/UFRJ (2000–2002). Presidente do Conselho Federal de Museologia no período de 2000 a 2006, é professora da UNIPLI, parecerista do Ministério da Cultura, e Membro do International Council Of Museums – ICOM.

seguranca

As inscrições para as oficinas serão gratuitas e devem ser feitas através do e-mail: museu.victor.meirelles@iphan.gov.br ou diretamente no Museu (Rua Victor Meirelles, 59 Centro – Florianópolis), até o dia 13 de maio de 2007. As vagas serão limitadas e, para participar da oficina, os interessados deverão solicitar sua inscrição enviando os seguintes dados:

1. Nome do curso:
2. Nome completo:
3. Telefone:
4. E-mail:
5. Formação:
6. Área de atuação profissional:
7. Instituição:
8. Por que deseja participar desta oficina?
9. Já participou de outras atividades no Museu Victor Meirelles? Quais?

Deixe seu comentário

COMENTÁRIO
  1. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days