Crítica Cinematográfica: Teoria e Prática

Oficina teórico-prática

CRÍTICA CINEMATOGRÁFICA: TEORIA E PRÁTICA
Ministrante: José Geraldo Couto

josecouto

Local: Sala Multiuso do Museu Victor Meirelles
Dias 25 e 26 de novembro de 2008, das 14h às 18h

O Museu Victor Meirelles, dando continuidade à série de oficinas teórico-práticas que buscam aprimorar os conhecimentos de professores, estudantes, artistas e interessados em artes em geral, oferecerá nos dias 25 e 26 de novembro, das 14 às 18 horas, a oficina “Crítica cinematográfica: teoria e prática”, com o professor, jornalista e crítico José Geraldo Couto.

Serão dois encontros de quatro horas cada. No primeiro, serão expostas, de modo panorâmico, diversas vertentes da crítica, tanto em termos de abordagem dos filmes (impressionista, técnica, histórica, estética), como em termos de área de incidência e público-alvo (exemplos: crítica jornalística, crítica acadêmica, livros, publicações especializadas). Na última parte do primeiro encontro, serão exibidos dois curtas-metragens. Cada participante da oficina escolherá um deles para escrever, fora do horário dos encontros, uma crítica. Esses textos serão trazidos para o encontro do dia seguinte.

No segundo encontro serão retomados os temas discutidos a partir dos filmes vistos e das críticas produzidas pelos participantes. A idéia é comentar a produção dos participantes à luz do que foi discutido na exposição do dia anterior, ilustrando as questões debatidas com as abordagens propostas pelos participantes. Cada texto produzido pelos participantes da oficina receberá posteriormente um comentário, por escrito, do ministrante. A intenção, evidentemente, não é a de “corrigir”, e muito menos “julgar”, os trabalhos, mas encará-los como exercícios a serem eventualmente desenvolvidos posteriormente.

Sobre o ministrante: Bacharel e licenciado em História na Universidade de São Paulo, em 1979. Graduado em Jornalismo na Universidade de São Paulo, em 1984. Jornalista do diário Folha de São Paulo entre 1984 e 1987, como redator. Jornalista da revista Set, de cinema e vídeo, entre 1987 e 1990, como redator e editor-assistente. Jornalista do diário Folha de São Paulo desde 1991, tendo exercido as funções de redator, repórter, editor-assistente, crítico. Atualmente, é colunista.do caderno Esportes e escreve com freqüência no caderno Ilustrada e Mais!. Professor de história do cinema no curso de Cinema da Unisul em 2000 e 2001. Tradutor de artigos desde 1991 e de livros desde 1999. Livros publicados: André Breton – A Transparência do Sonho. Editora Brasiliense, 1984; Brasil: Anos 60. Editora Ática, 1988; Quatro Autores em Busca do Brasil (organizador). Editora Rocco, 2001; Florianópolis. Coleção Cidades do Brasil. Publifolha, 2006. Ensaios e artigos publicados em livros: O Cinema dos Anos 80, de vários autores. Editora Brasiliense; Folha Conta 100 Anos de Cinema, de vários autores. Editora Publifolha, 1995; Cinema Brasileiro: de O Pagador de Promessas a Central do Brasil, de vários autores. Editora Publifolha, 1998; Música Popular Brasileira Hoje. Editora Publifolha, 1999. Traduções do inglês: Uma Viagem Pessoal pelo Cinema Americano, de Martin Scorsese. Editora CosacNaify, 2004; A Pintura da Vida Moderna – Paris na Arte de Monet e Seus Seguidores, de T. J. Clark. Companhia das Letras, 2004; Fora do Lugar – Memórias, de Edward Said. Companhia das Letras, 2004; O Mestre, de Colm Toibin. Companhia das Letras, 2005; Os Livros e os Dias, de Alberto Manguel. Companhia das Letras, 2005. O Super-Homem Vai ao Supermercado, de Norman Mailer. Companhia das Letras, 2006; Os Livros em Minha Vida, de Henry Miller. Editora Francis, no prelo; A Fera na Selva, de Henry James. Editora Cosac Naify, 2007. Traduções do espanhol: Histórias Fantásticas, de Adolfo Bioy Casares. Editora CosacNaify, 2006. O Sonho dos Heróis, de Adolfo Bioy Casares. Editora CosacNaify, no prelo.

Público-alvo: cineastas, professores e estudantes de jornalismo, cinema e vídeo, além de interessados no tema. A carga horária do curso é de 08h, distribuídas em duas tardes das 14h às 18h.

Para esta oficina serão disponibilizadas 20 vagas.

Pré-inscrição até 20 de novembro de 2008.

A oficina é gratuita, mas as vagas são limitadas. Interessados em participar devem encaminhar até o dia 20 de novembro de 2008 seu pedido de inscrição com os dados abaixo para museu.victor.meirelles@iphan.gov.br. O resultado da seleção será divulgado por e-mail até o dia 21 de novembro.

Nome da oficina:
Nome completo:
Telefone:
E-mail:
Formação:
Área de atuação profissional:
Instituição:
Por que tem interesse em participar desta oficina?
É membro da Associação de Amigos do Museu Victor Meirelles?

Pedimos aos inscritos que tiverem seu pedido de inscrição deferido e não puderem comparecer à oficina que avisem o quanto antes para que possamos disponibilizar as vagas para outros interessados.

 

Deixe seu comentário

COMENTÁRIO
  1. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days