Encontro com Artista: Yara Dewachter

por onde passo, o que vejo e escolho

Sem título, Série Por onde passo, o que vejo e escolho, 2008, óleo, cera, acrílica, esmalte e colagem sobre madeira, 80 x 110 cm.

Sem título, Série Por onde passo, o que vejo e escolho, 2008, óleo, cera, acrílica, esmalte e colagem sobre madeira, 80 x 110 cm.

24 de fevereiro de 2010
18h Encontro com a artista Yara Dewachter
19h Abertura da exposição
Visitação: 25 de fevereiro à 22 de abril de 2010
Museu Victor Meirelles

Na próxima semana, dia 24 de fevereiro, o Museu Victor Meirelles promove a abertura da exposição individual da artista Yara Dewachter. A mostra foi selecionada no Edital de Exposições Temporárias 2009 e apresenta uma série de pinturas desenvolvidas com encáustica fria (tinta óleo aplicada com uma pasta de cera e terebentina) sobre imagens fotográficas.

Conforme indica o título da exposição, a artista trabalha a partir de um intenso processo fotográfico de coleta de imagens. Mais que uma fotógrafa, a artista se considera uma arquivista, captando imagens de caminhadas e de deslocamentos de carro. O que vemos nesta série, sob as camadas de tinta aplicadas na superfície da imagem, são indícios das paredes e fachadas das redondezas que cercam a artista no dia a dia, enquanto o trabalho de pintura subverte o caráter narrativo da imagem.

Nos trabalhos apresentados no Museu Victor Meirelles, a artista intervém nas fotografias, explorando, ao mesmo tempo, a linguagem da pintura e da fotografia, destacando questões como sobreposição, transparência e espessura. O processo revela um embate com a tradição da pintura, numa provocação ao circuito artístico paulista, explorando imagens fotográficas, próximas do que podemos chamar de uma ‘baixa cultura’ conforme aponta Rafael Campos Rocha, no texto de apresentação da exposição. É intenção da artista trabalhar a partir de uma experimentação e mistura de técnicas e linguagens, buscando desmitificá-las.

No mesmo dia, o Museu apresenta também a 16ª edição do projeto Obra em Perspectiva, com texto sobre a obra Esboço de paisagem para Passagem de Humaitá: Barranco, c. 1868-72, óleo sobre tela, 51 x 71,8 cm. Nesta edição, o pesquisador convidado é Arthur Valle, Pós-Doutorando em História na Universidade Federal Fluminense (UFF) e editor, junto com Camilla Dazzi, da 19&20 – primeira revista eletrônica dedicada exclusivamente ao estudo da arte brasileira do século XIX e início do XX (www.dezenovevinte.net). O texto poderá ser conferido na exposição Victor Meirelles – Construção, exposto junto à obra e também distribuído aos visitantes.

Sobre a artista:
Yara Dewachter tem graduação em Comunicação Social pela Universidade Paulista. Conta com as principais exposições individuais na Galeria Municipal de Arte Victor Kursancew, Joinville, 2009; na Galeria Iberê Camargo, Porto Alegre, 2009. Exposições coletivas: “Diálogos Provisórios – brancos e sujos”, São Paulo, 2009; 59º Salão de Abril, Centro de Referência do Professor, Fortaleza, 2008; Bienal To Cheia – Let’s Xic, Casa da Xiclet, 2008; Salão dos Novos, Galeria Municipal de Ate Victor Kursancew, Joiville, 2007.

Deixe seu comentário

COMENTÁRIO
  1. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days