Arte Quer Espaço

Museu Victor Meirelles promove o ARTE QUER ESPAÇO

O Museu Victor Meirelles programou para este sábado, dia 29 de setembro, um evento em prol da arte, seus espaços e suas manifestações.

Com início previsto para as 10 horas, o Arte Quer Espaço será um manifesto no sentido de ocupar os espaços de arte existentes e pedir ao poder público mais atenção e apoio para a criação de condições para que as manifestações artísticas possam acontecer na cidade de Florianópolis, com maior qualidade, comodidade e em maior número.

O evento será realizado no Largo Victor Meirelles e estão programadas apresentações musicais, leituras de poesias, teatro e maracatu.  Além disso, o Museu vai disponibilizar durante todo o período do evento equipamento de amplificação para que os músicos possam plugar o seu instrumento e se apresentar. O Largo também estará aberto para a realização de trocas e bazar e a organização sugere ainda que as pessoas tragam alimentos e bebidas para um lanche geral de confraternização.

artequerespaco

O Centro de Florianópolis possui inúmeros espaços que poderiam estar servindo como locais de produção artística e cultural, como circuito comercial e gastronômico ou mesmo como percurso educativo e turístico. No entanto, a maior parte dessas áreas atualmente sofre com a degradação urbana do Centro, quase abandonado, deserto e inseguro, principalmente durante os finais de semana.

Ao mesmo tempo, há a demanda permanente dos artistas da cidade por ocupar e se utilizar desses espaços, que são locais de referência para a cidade. Da mesma maneira, as pessoas que trabalham com cultura e arte, em Florianópolis, percebem que há um desejo latente no público da cidade de vivenciar ações culturais de qualidade.

O certo é que a adoção de medidas de valorização e revitalização do Centro Histórico do município só traria ganhos para todo o conjunto da população de Florianópolis.  A população desta cidade quer ocupar os espaços de arte existentes e espera do poder público mais atenção e apoio para a criação de condições mínimas de uso, de modo que as manifestações artísticas possam acontecer na cidade de Florianópolis, com maior qualidade, comodidade e em maior número.

O que se tem visto atualmente são algumas intervenções artísticas pelas ruas, praças e até vitrines e marquises da cidade. O que este Manifesto pretende, pois, é pleitear que os espaços quase ociosos, hoje destinados a estacionamentos ou diversos outros fins, tanto no Centro como nos bairros desta capital, possam ser usados também para apresentações artísticas, manifestações culturais de todos os tipos e também em projetos de inclusão artística, educacional e social.

Junto ao tema dos espaços de arte também há a necessidade da efetivação de um corredor, um trajeto, que ligue os espaços culturais localizados no Centro de Florianópolis.  Com museus, teatros, escolas de teatro, arquivo público, bibliotecas, bares, espaços culturais, livrarias e sebos, o Centro pode ser potencializado como um espaço dinâmico de artes, primeiramente para usufruto do próprio cidadão de Florianópolis e depois, consequentemente, para todos que visitam a cidade e gostariam de encontrar mais do que praias por aqui.

A união das forças dos cidadãos, das entidades culturais, dos comerciantes da área do Centro, das entidades educacionais, dos operadores de turismo e dos moradores em geral pode ser uma boa oportunidade para que todos nós renovemos as nossas reivindicações pela execução dos projetos de revitalização no Centro de Florianópolis, tantas vezes anunciados e nunca efetivados.

A Cultura pede mais Espaços para a Arte.  A Arte Quer Espaço.

artequeresp1

Deixe seu comentário

COMENTÁRIO
  1. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days