Revista Eletrônica Ventilando Acervos nº 03

Revista Eletrônica Ventilando Acervos lança o seu terceiro número

REVA3

A Revista Eletrônica Ventilando Acervos publica nesta segunda-feira, dia 30 de novembro, o seu terceiro número. Uma realização da equipe do Museu Victor Meirelles e dos participantes do Grupo de Estudos Política de Acervos, criado em 2011.

O volume traz na capa uma imagem da exposição “Cartas de Chamada de Atenção” em cartaz no Museu da Imigração, São Paulo-SP, no período de 12 de junho a 30 de agosto de 2015. A exposição é tema integrante do artigo Pensando o presente: conexões possíveis a partir do acervo do Museu da Imigração de São Paulo, de Tatiana Chang Waldman e Juliana Monteiro, que analisa a incorporação do acervo de cartas elaboradas por imigrantes e refugiados no início do século XXI. Com o destaque, incentivamos ao nosso público leitor a reflexão sobre o novo e crescente fluxo de imigração no Brasil e, em homenagem àqueles que se refugiam de guerras e condições inóspitas à vida em seus países de origem, damos boas vindas e oferecemos nossa parceria para promover o conhecimento e o respeito entre culturas diversas.

Os artigos que se seguem trazem à tona aspectos da formação, da documentação e da gestão de acervos em museus com os textos de Fabíola Pereira e Diego Ribeiro, O processo de constituição de um acervo escolar e a biografia dos objetos: entre o visível e o invisível, de Elisa Schemes e Renata Padilha, Caminhos para a documentação museológica de acervo fotográfico digital e de Marcela Thimoteo Do Sphan ao Ibram: subsídios para compreender a produção documental dos museus do Instituto Brasileiro de Museus. O artigo O curso de museus e a Museologia no Brasil, de Daniel Dalla Zen, apresenta a criação e o desenvolvimento do primeiro curso voltado ao ensino de práticas em museus no Brasil, precursor do ensino de Museologia no país, entre o período de 1922 a 1951, e o artigo de Camila Alcântara e Fabiano Gontijo, Os museus, as coisas e as comunidades: novas percepções a partir do bairro da Terra Firme em Belém, Pará analisa como o patrimônio preservado em museus comunitários transitam e circulam em comunidade como agentes da construção de sujeitos mais ativos em suas realidades locais.

Os Relatos de experiências Memorial da Embrapa/Cenargen: formação e documentação de um acervo, de Vera Lucia Siqueira e Miraci Pontual, e Refrescando memórias: uma coleção de leques do Museu Julio de Castilhos, Porto Alegre, RS, de Lilian Fontanari, apresentam a intrínseca relação da história dos objetos e sua inserção social com o processo de incorporação de acervos e seus inerentes procedimentos de organização e documentação.

O conteúdo completo do volume pode ser consultado no site http://ventilandoacervos.museus.gov.br, além dos números anteriores e de informações sobre a equipe, as linhas de concentração e as normas de publicação da Revista.

Deixe seu comentário

COMENTÁRIO
  1. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days