Revista Eletrônica Ventilando Acervos nº 02

Segundo Número da Revista Eletrônica Ventilando Acervos já Está na Rede

Banner Site Reva

A Revista Eletrônica Ventilando Acervos publica nesta sexta-feira, dia 14 de novembro, o seu segundo número. Uma realização da equipe do Museu Victor Meirelles e dos participantes do Grupo de Estudos Política de Acervos, criado em 2011, a Revista, em seu segundo volume procura dar continuidade à proposta de reunir conhecimentos e experiências na área de gestão de acervos patrimoniais, em especial sobre os processos de aquisição, organização e descarte de bens museológicos.

Para selecionar os novos trabalhos os realizadores convidaram o cientista social e mestre em Antropologia pela Universidade Federal Fluminense/RJ André Amud Botelho, a museóloga e mestranda em Artes Visuais pela Universidade Federal da Bahia Marijara Souza Queiroz e o museólogo e arte-educador, também pela UFBA, Valdemar de Assis Lima.

Dois dos artigos selecionados versam sobre bens patrimoniais de diferentes tipologias e em diferentes regiões do país. Luzia Ferreira e Maíra Airoza analisam de que modo a comunidade da Ilha de Marajó/Pará se relaciona com seu patrimônio arqueológico, enquanto Larissa Martins e Denise Saad apresentam os desafios do Museu Municipal Parque da Baronesa, em Pelotas/RS, na preservação de suas coleções têxteis.

Nos outros dois artigos Wagner Damasceno propõe uma abordagem sócio-histórica na formação das coleções principescas e dos gabinetes de curiosidades na transição entre o feudalismo e o capitalismo, enquanto Cláudio Santos aborda a importância do colecionismo de José Augusto Garcez para a composição do cenário museológico do Sergipe em meados do século XX.

Os Relatos de Experiências apresentam a política de preservação de acervos de um órgão estadual de gestão do patrimônio, o Inepac – Instituto Estadual do Patrimônio Cultural, no Rio de Janeiro, com o trabalho de Rafael Azevedo, que aborda a pesquisa e a catalogação da arte sacra e colonial fluminense. O módulo traz também o processo de musealização do patrimônio cultural do Bar Ocidente, em Porto Alegre/RS, sobre o qual Priscila Oliveira discute os procedimentos de coleta, seleção, conservação, pesquisa e comunicação do que se tornou a coleção visitável Acervo Digital Bar Ocidente.

Encerrando este segundo número da Revista Ventilando Acervos, Kelly Melo e Leila Ribeiro nos brindam com uma resenha do longa-metragem A Coleção Invisível, de 2011, do diretor francês, radicado na Bahia, Bernard Attal. Elas analisam como uma coleção de antiquário se revela personagem e influencia a trama, na reflexão sobre a cultura da mercadoria e da lógica do capital.

O endereço eletrônico da Revista é http://ventilandoacervos.museus.gov.br/

Deixe seu comentário

COMENTÁRIO
  1. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days