Mariana Silva da Silva – “Litoral”

A exposição LITORAL reúne trabalhos realizados através do dispositivo fotográfico que investigam o conceito de litoral como uma zona fronteiriça que pode ser brevemente atravessada, ou ao menos ter seus limites expandidos, através do contato.

O que atravessa, o que passa, o que acontece quando dois elementos (ou mais) entram em contato?

"Encaixe", Mariana Silva da Silva, 2003, Porto Alegre/RS, fotografia colorida sobre pôster, 20,5 x 23,5 x 2,5 cm

“Encaixe”, Mariana Silva da Silva

Através de determinadas situações que evidenciam a idéia de atravessamento pelo contato (como o fio de cabelo elétrico que é contatado por um outro corpo, ou o calor da mão que se encosta à chuva na janela, deixando uma marca) a exposição aponta para o ponto mínimo do encontro.

Num sentido somos tocados e num outro só nos resta uma breve sensação que permanece e já se esvai. O tato em estado de vapor, como o olhar que não fica, mas nos atravessa, como o hálito, como o sopro. Do distante ao próximo. Seria a porosidade a distância dessa passagem?

As passagens são demonstradas em à distância (elétrico) onde o próprio corpo gera eletricidade, outra face da distância que aproxima, ou nas mínimas distâncias do corpo, como em vão: distância entre dois pontos. Situação de ilimites, na dimensão ínfima do toque.

Como pensar o litoral?

Como a fronteira? A fronteira para o filósofo Michel de Certeau coloca-nos sempre um paradoxo, pois “criados por contatos, os pontos de diferenciação entre dois corpos são também pontos em comum. A junção e a disjunção são aí indissociáveis. Dos corpos em contato, qual deles possui a fronteira que os distingüe? Nem um nem outro. Então, ninguém?”

Mariana Silva da Silva

Mariana Silva da Silva é artista plástica graduada na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, em que atualmente cursa o Mestrado em Poéticas Visuais.
Participou de diversas exposições, entre elas a individual Pontos de Contato, no Instituto Goethe de Porto Alegre (RS), as coletivas Territórios da fotografia, na Usina do Gasômetro em Porto Alegre (RS) e Entre dois pontos na Pinacoteca da FEEVALE em Novo Hamburgo (RS).

 

Visitações:

Exposição aberta de 23 de junho a 15 de agosto  de 2004.

Horários:

Aberto de terça a sexta-feira, das 10h às 18h.
Sábados das 10h às 14h.

Informações:

(48) 3222-0692
museuvictormeirelles.museus.gov.br
mvm@museus.gov.br

Deixe seu comentário

COMENTÁRIO
  1. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days