n. 6 – Depoimentos

Revista Eletrônica um ponto e outro nº 06 – Martinho de Haro

Revista do programa de exposições do Museu Victor Meirelles

Depoimentos

Para onde correm os cavalinhos de Martinho de Haro? Em meio a um cenário urbano atemporal, eles emergem da memória, puxando os seus cabriolés pelas ruas, becos e cais de Florianópolis, sob um céu que parece, por vezes, desabar sobre a cidade.

Com suas cores terrosas, seus ocres, seus cinzas e azuis harmonizados com excepcional sensibilidade, ali estão representadas imagens colhidas no cotidiano do pintor: o mar junto ao cais, com seus barquinhos a vela, sua louça de barro, a catedral, a igreja de São Francisco. Transfiguradas, entretanto, pela mão do artista, elas residem para sempre num mundo aparte, o da contemplação estética. É para lá que os cavalinhos transportam o nosso olhar.

Jandira Lorenz

Deixe seu comentário

COMENTÁRIO
  1. Captcha
 

cforms contact form by delicious:days